PressReleases

12/11/2020

Serviço de entrega a domicílio do Matas Sociais apoia na renda de agricultores

Além de ajudar a manter a atividade dos pequenos agricultores, o sistema faz com que os produtos hortifruti orgânicos cheguem nas comunidades

Serviço de entrega a domicílio do Matas Sociais apoia na renda de agricultores

Além de ajudar a manter a atividade dos pequenos agricultores, o sistema faz com que os produtos hortifruti orgânicos cheguem nas comunidades

 

Paraná, 12 de novembro de 2020 – Ao longo do ano, diante da pandemia do novo Coronavírus, o programa Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis da Klabin buscou alternativas para continuar auxiliando os produtores rurais na venda dos produtos orgânicos de hortifruti. A empresa ajudou a estruturar o serviço de entrega de cestas a domicílio (delivery) por meio do aplicativo WhatsApp. De março a setembro, foram mais de mil cestas vendidas, totalizando cerca de 12 mil quilos de produtos e cerca de R$ 40 mil em renda para os pequenos agricultores.

A comunidade faz seus pedidos direto no grupo do WhatsApp, chamado “Agricultura Familiar”, com as quantidades e os tipos de hortifruti, como frutas, verduras e legumes, entre domingo e terça-feira, e todas as quintas-feiras as cestas com os pedidos são entregues por um motorista contratado especialmente para atender esse sistema. “Quando a Klabin veio com a ideia da cesta, achamos ótimo. Recebemos muito apoio para criar o serviço e o resultado tem sido muito bom. É uma renda a mais para nós associados da cooperativa e em um momento muito importante”, comenta Ivone Coelho, associada da Cooperativa dos Apicultores e Meliponicultores Caminhos do Tibagi (Coocat-Mel), de Telêmaco Borba.

Além da Coocat-Mel, outras cooperativas também adotaram o sistema de entrega a domicilio de hortifruti, como a Cooperativa de Agricultores Familiares de Cândido Abreu (Coopercandi), o Grupo Resistência Camponesa e a Associação de Moradores e Produtores do Cerrado Grande – Mimo da Terra. Para os agricultores, essa é uma oportunidade de ampliar os negócios de venda de hortaliças. 

“Esse programa da Klabin tem nos ajudado muito há um bom tempo. Nunca tinha me passado pela cabeça fazer esse sistema de entrega nas casas e com o Matas Sociais foi possível renovar e continuar vendendo nesse período difícil da pandemia, já que as escolas e os estabelecimentos estão fechados. Está sendo bom para o consumidor que não pode sair de casa e para nós agricultores”, conta Anésio Roberto dos Santos, agricultor da cidade Imbaú, associado do programa Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis. 

A maioria dos locais onde os produtos hortifruti eram vendidos tiveram que parar suas atividades por conta da pandemia, como escolas e feiras; por outro lado, fez a demanda por serviços de entregas em casa aumentar, então, a solução pensada pela Klabin aproveitou essa oportunidade, utilizando a tecnologia, e conseguiu ajudar a manter a renda dos agricultores nesse período. 

Para Júlio Nogueira, gerente de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Klabin, manter as atividades do Matas Sociais junto aos agricultores familiares é essencial para a continuidade do desenvolvimento sustentável da região. “Com essas adaptações, o Matas Sociais conseguiu auxiliar na continuidade do trabalho dos agricultores, sustentando o desenvolvimento local e a geração de renda em um período sensível, e a fazer chegar nas comunidades produtos frescos e orgânicos na segurança das casas, serviço importante para o momento delicado como este que vivenciamos”, completou Nogueira.

O programa tem utilizado a tecnologia para as demais atividades com os agricultores familiares, além de encontros virtuais, o Matas Sociais preparou uma série de podcasts informativos para que os produtores continuem ativos, recebendo conhecimento, e trabalhando para a melhoria das suas propriedades. Em cinco anos de existência, o Matas Sociais atendeu mais de 500 propriedades em Telêmaco Borba, Ortigueira, Imbaú e Reserva; neste período, 52% dos participantes ampliaram sua rede de comercialização em feiras locais para cooperativas, restaurantes e empresas. 

Anésio Roberto dos Santos, agricultor de Imbaú, associado ao programa Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis da Klabin.

Serviço:

A comunidade que estiver interessada em receber as hortaliças e frutas por delivery podem entrar em contato com as cooperativas em seus números do WhatsApp: 

 

Coooperativa dos Apicultores e Meliponicultores Caminhos do Tibagi (Coocat-Mel): 42-99916-9628

Cooperativa de Agricultores Familiares de Cândido de Abreu (Coopercandi): 43-99671-8442

Grupo Resistência Camponesa (Imabú e Telêmaco Borba): 42-99808-2328

Associação de Moradores e Produtores do Cerrado Grande – Mimo da Terra (Tibagi e Telêmaco Borba): 42-98435-2918

Delícias do Campo (Imbaú e Telêmaco Borba): 42-99996-9952

Relatórios de sustentabilidade

Tópicos mais buscados

Assessoria de Imprensa

CONTATO DA IMPRENSA KLABIN S.A.

O que procura?