PressReleases

16/04/2019

Em parceria com poder público, Klabin leva para Ortigueira (PR) primeira escola técnica de operação florestal do Brasil

Inspirada em modelo da Escandinávia, escola terá capacidade para 800 alunos e deve começar a funcionar em 2020

Paraná, 16 de abril de 2019 – A primeira escola técnica de operação florestal do Brasil será sediada em Ortigueira (PR) e deve ser inaugurada no ano que vem. A criação do Centro Estadual de Educação Profissional Florestal e Agrícola de Ortigueira ocorre a partir de uma parceria entre a Klabin, o governo do Estado do Paraná e a Prefeitura Municipal de Ortigueira. A escola, com capacidade para 800 alunos, oferecerá inicialmente três cursos: técnico em Operações Florestais, técnico em Manutenção de Máquinas Pesadas e técnico em Agronegócio, que serão oferecidos na modalidade Integral (concomitante com o ensino médio) e subsequente (quando o aluno já tem o ensino médio e faz apenas a formação técnica). Cerca de 300 vagas serão oferecidas em regime de internato e semi-internato, possibilitando o ingresso de estudantes de diferentes regiões do País.

Além de colaborar com todo o seu pioneirismo na atividade e know how para a criação dos cursos, a Klabin assinou a escritura de “cessão de uso” dos prédios para a Prefeitura de Ortigueira, que foram utilizados como alojamento dos trabalhadores do Projeto Puma na época da construção da fábrica. A estrutura conta com quartos, banheiros, salas de aula, cozinha industrial, refeitório, campo de futebol e área de lazer. A empresa também está oferecendo os equipamentos que serão utilizados nos cursos (simuladores, Skidders, processadores e Feller Bunchers) e uma biblioteca especializada. O aporte total da Klabin é avaliado em aproximadamente R$ 23 milhões, somando o investimento aplicado na ocasião da construção, os laboratórios técnicos que serão implantados pela companhia, os projetos executivos de engenharia para a adaptação dos prédios, a biblioteca e os equipamentos. A Secretaria de Educação do Estado do Paraná realizará as obras de adaptação necessárias para acessibilidade e construirá uma oficina mecânica e uma quadra poliesportiva coberta. O investimento do Estado será da ordem de R$ 12 milhões. Para desenvolver o projeto, representantes da Klabin, Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Núcleo Regional de Educação de Telêmaco Borba e Prefeitura Municipal de Ortigueira visitaram, em 2017, escolas que são modelos na Finlândia e Suécia, na região da Escandinávia, referência mundial na indústria de papel e celulose.

“A Klabin mantém no Paraná uma das maiores e mais relevantes operações florestais do mundo. Temos a melhor produtividade em velocidade de crescimento e volume de madeira, os melhores equipamentos e, com a formação técnica especializada, aprimoraremos a excelência na operação desses maquinários. Essa é a primeira escola deste tipo localizada na América do Sul, portanto, é um orgulho contribuir e fazer parte da idealização deste projeto”, afirma José Totti, diretor Florestal da Klabin.

“Esta escola é a concretização de um sonho: o de oferecermos em nosso município uma educação de qualidade mundial, como vimos na Suécia e na Finlândia, possibilitando aos estudantes da cidade e de toda a região, o acesso a empregos mais qualificados e de alta tecnologia”, destaca a prefeita de Ortigueira, Lourdes Banach.

Como se trata de uma formação ainda inédita no Brasil, a Klabin disponibilizará instrutores que hoje formam a mão de obra especializada da companhia para participarem do processo seletivo de professores da futura escola. A empresa também já fez o contato com os principais fabricantes de equipamentos florestais do mundo e com empresas do setor para fomentar parcerias com o objetivo de equipar os laboratórios. Escolas técnicas da Suécia e Finlândia também manifestaram interesse em realizar intercâmbios futuros de alunos e professores e algumas empresas do setor agroflorestal também já se comprometeram a conceder estágios supervisionados aos alunos. “A criação da escola técnica especialmente voltada para esse fim gerará benefícios para a comunidade, que passa a ter uma opção de formação profissional inédita e de alta qualidade, e para as empresas da região e do País, que poderão contar com essa mão de obra especializada”, ressalta o diretor Florestal da Klabin.

“Este projeto fortalece o nosso sistema de ensino profissionalizante. Uma ação inovadora, que traz uma parceria importante com a Klabin, para formarmos jovens para atuar em uma área essencial para a economia do Paraná e do Brasil. Estamos trabalhando para deixar nossas escolas cada vez mais modernas e bem estruturadas”, afirma o governador do Estado do Paraná Carlos Massa Ratinho Junior.

“Um dos grandes objetivos da Educação do Paraná é ampliar a oferta e a qualidade do ensino profissionalizante, como forma de combater a evasão escolar e aumentar as perspectivas de acesso ao mercado de trabalho. Essa parceria com a Klabin vai impactar na melhoria do ensino profissionalizante e da empregabilidade dos nossos jovens”, Renato Feder, secretário da Educação do Paraná.

Maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, a Klabin é líder nos segmentos de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais e única companhia do País a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff. A empresa mantém hoje três fábricas no Estado do Paraná: a Unidade Monte Alegre, em Telêmaco Borba; a Unidade Puma, em Ortigueira; e a Unidade Rio Negro, em Rio Negro; além de operações florestais.

Sobre a Klabin
A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais e única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff. Fundada em 1899, possui 17 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Somente no Paraná, gera mais de 10 mil empregos (diretos e indiretos), em mais de 25 municípios próximos das operações da companhia, principalmente, na região dos Campos Gerais.

A empresa é pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, que consiste na formação de florestas plantadas entremeadas a matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que auxiliam na manutenção da biodiversidade. A área florestal da companhia no Paraná compreende o total de 342 mil hectares, sendo 142 mil de mata nativa. A Klabin também mantém um Parque Ecológico, na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, para fins de pesquisa e conservação, atuando no acolhimento e reabilitação de animais silvestres vítimas de acidentes ou maus-tratos, auxiliando o trabalho de órgãos ambientais. Além de contribuir para a preservação da flora e fauna da região, inclusive de espécies ameaçadas de extinção.

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável. Na região dos Campos Gerais a Klabin desenvolve boa parte dos seus programas socioambientais, com destaque para “Matas Sociais – Planejando Propriedades Sustentáveis”, Matas Legais, Projeto de Resíduos Sólidos, Crescer Lendo, Programa Caiubi, Força Verde Mirim e Protetores Ambientais.

A companhia também aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, é signatária do Pacto Global e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, e busca fornecedores e parceiros que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Saiba mais: www.klabin.com.br

Assessoria de Imprensa – Klabin
In Press Porter Novelli
Juliana Onofri – (11) 4871-1466 – juliana.onofri@inpresspni.com.br
Alcione Cavalcante – (11) 4871-1473 – alcione.cavalcante@inpresspni.com.br
Alessandro Abate – (11) 3323-1595 – alessandro.abate@inpresspni.com.br
Jordan Fraïberg – (11) 3323-3829 – jordan.fraiberg@inpresspni.com.br
Mayara Brasil – (11) 3323-1629 – mayara.brasil@inpresspni.com.br
Giovana Battiferro – (11) 3330-3806 – giovana.battiferro@inpresspni.com.br

Relatórios de sustentabilidade

Tópicos mais buscados

O que procura?