Klabinna Mídia

DCMais 22/01/2021

Telêmaco Borba tem melhor Índice de Progresso Social da sua região

22/01/2021

Um índice que mede o progresso social dos municípios, com metodologia reconhecida internacionalmente. Um site onde esses dados ficam disponíveis para as comunidades e governos, possibilitando interação e a gestão pública participativa nos municípios. Essa é a proposta do Índice de Progresso Social (IPS), estudo publicado esta semana que avalia 12 municípios da região de Telêmaco Borba e Ortigueira, área de atuação da Klabin na região dos Campos Gerais.

Telêmaco Borba foi a cidade da região com a maior pontuação (60,5) no IPS. “Para mim é um grande orgulho ocupar essa posição e mostra que o nosso trabalho está sendo realizado com seriedade e competência. Mas obviamente que isso é só um passo e temos muito o que melhorar”, comenta o prefeito, Dr. Márcio Matos.

Das três maiores dimensões do estudo a cidade teve o seu melhor desempenho em Necessidades Humanas Básicas (71,8, 1ª posição regional), com destaque positivo em acesso à moradia (86,7) e negativo em segurança pública (61,3). O quesito água e saneamento ficou com 71,8 pontos e o nutrição e cuidados médicos básicos com 67,3.

“No quesito Segurança Pública, no ano passado inauguramos o Centro Integrado de Segurança, que é um conjunto de ações, que unem efetividade e modernidade e já está dando frutos. Inclusive é um dos mais modernos do estado e está sendo exemplo para outras cidades. Sem dúvidas em um curto espaço de tempo refletirá em menores índices de criminalidade, como já está acontecendo”, afirma o prefeito.

Na sequência figura Fundamentos do Bem-Estar, com 69,2 pontos e na 1ª posição regional, resultado considerado vantajoso. Dentro desta dimensão, em ordem, aparecem saúde e bem-estar (80,9), qualidade ambiental (69,5), acesso à educação básica (69,1) e acesso à informação e comunicação (57).

A dimensão com a menor pontuação é Oportunidades (40,6, 4ª posição regional), mas mesmo assim o desempenho é considerado neutro. O pior quesito é acesso à educação superior (30,8), seguido de inclusão social (34,5). Na outra ponta aparecem liberdade pessoal e de escolha (50,4) e direitos pessoais (46,9).

“Na questão de oportunidades, eu sempre fui um defensor da igualdade, e estamos criando oportunidades de cursos e capacitações para que todos tenham chance no mercado de trabalho. Além disso, fui o único candidato que teve uma vice como candidata – que inclusive foi a primeira mulher no Poder Executivo de nossa cidade”, diz Matos.

O que é IPS

O IPS é um índice que tem sido utilizado ao redor do mundo para medir e comparar progressos sociais e direcionar investimentos, tanto na área pública como privada. Ele tem o diferencial de medir apenas resultados sociais e ambientais com impacto direto na vida da população. Ele considera três dimensões – Necessidades Humanas Básicas, Fundamentos de Bem-estar e Oportunidades – e cada uma delas é dividida em quatro componentes.

A ferramenta tem apoiado cidades, países e regiões a medir seus avanços rumo aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), acordados por todos os países-membros da ONU (Organização das Nações Unidas). Os indicadores também servirão para avaliação dos programas sociais que a Klabin desenvolve no território. “Temos programas sociais de apoio a esses municípios nas áreas de planejamento, educação, agricultura familiar e resíduos sólidos, e o IPS nos ajudará a medir o valor que cada uma dessas iniciativas entrega para as comunidades”, afirma Uilson Paiva, gerente de Relações com a Comunidade e Responsabilidade Social da Klabin.

Resultados

O estudo utilizou dados oficiais de fontes públicas somados a uma pesquisa de percepção realizada com 1.500 pessoas em 12 municípios da região, no mês de dezembro de 2019. Os resultados mostram que o IPS médio das cidades do território foi de 53,17 em 2019. Isso significa que, em média, se está na metade do caminho para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável medidos pelo índice.

Segundo o estudo, estão acima da média Telêmaco Borba (60,5), Sapopema (57,5) e Tibagi (55,5); na média, Curiúva (54,5), Rio Branco do Ivaí (54), Congoinhas (52,2) e Ortigueira (51,6); e abaixo da média Ventania (51,4), Reserva (51), São Jerônimo da Serra (50,3), Cândido de Abreu (50,1) e Imbaú (49,1).

Além da comparação geral entre os municípios, a ferramenta permite analisar áreas específicas. Todos os resultados estão disponíveis no portal Território em Desenvolvimento, basta acessar “territorio.app.br”.

Relatórios de sustentabilidade

Tópicos mais buscados

Assessoria de Imprensa

CONTATO DA IMPRENSA KLABIN S.A.

O que procura?